Make your own free website on Tripod.com

Natal, O Natal de Jesus
 
 

Esta semana temos em nosso calendário uma data especial: O Natal de Jesus Cristo. Será que o mundo tem comemorado mesmo, o Natal de Jesus? Será que as igrejas tem comemorado de maneira real, o Natal de Jesus? Será que nós como pessoas e famílias temos comemorado de verdade, o Natal de Jesus?

É hora de refletirmos sobre o Natal de Jesus. A mensagem angelical foi: "Hoje vos nasceu, na cidade de Davi , o Salvador, que é Cristo, o Senhor"(Lucas2.11). Até os nossos dias não se sabe qual é este hoje, creio ter sido providencial. Mas, nós comemoramos o dia 25 de dezembro. Mas este hoje, não deve se apenas 25 de dezembro de nosso calendário anual, mas deve ser o HOJE no calendário de nossos corações. Ele precisa nascer, estar vivo e presente em nosso hoje de cada dia, em nosso viver diário.

Jesus, no dia de Seu Natal (Nascimento), não encontrou um lugar aqui. Teve que nascer numa estrebaria, na manjedoura entre os animais. Esta é uma hora de refletirmos sobre o Natal de Jesus. Será que há lugar para Ele em nossas vidas, em nossos lares, em nossas Igrejas, em nossas empresas. Os homens não imaginam o que Jesus pode fazer em suas vidas, lares, Igrejas e empresas!

Ah! como gostaria que todos comemorassem o Natal, o Natal (o nascimento) de Jesus! Assim, teríamos mais tempo para o aniversariante, ofereceriamos o mais rico e lindo presente a Ele.

Reservariamos o lugar mais importante em nossa casa e em nossa mesa no jantar de fim de ano. Preparariamos para Ele a mais linda canção de louvor, e ajoelhados diante dEle ofereceríamos a mais fervente oração. Olhariamos ao nosso redor e veriamos de maneira mais límpida e pura, aqueles seus "irmãos" necessitados de amor, carinho, alimento e roupa, e estenderiamos a eles as nossas mãos. Porque quando fazemos alguma coisa a um desses pequeninos, a Jesus estamos servindo (Mateus 25.40).

Ah! como gostaria que todos comemorassem o Natal, o Natal (o nascimento) de Jesus! Herodes mandou matar Jesus, eliminá-lo e destruí-lo de uma vez por todas. Nesse intento odioso e cruel, matou muitos meninos, derramou muito sangue inocente, fez muitas mães derramarem lágrimas... E hoje? Quantas mães derramam suas lágrimas, pela violência reinante em nosso meio; violência de arma em punho, dos ladrões e salteadores; violência da injustiça social, da má distribuição de renda; violência da ganância dos políticos; violencia do consumismo exagerado e egoista; violência das drogas, tanto dos consumidores como dos traficantes...

Como gostaria que todos comemorassem o Natal de Jesus. O Natal do Príncipe da Paz, de Glória a Deus nas alturas, da Paz na terra aos homens a quem Deus quer o bem (Lucas 2.14).

Feliz Natal! O Natal de Jesus, para Jesus e com Jesus.

PASTOR DA IGREJA